Sobre o Blog

Examinando Pixels é a versão em português do blog Perusing Pixels, um diário fotográfico da jornada da jogadora Twin Pistols através da série de jogos Tomb Raider. Use os links à direita para encontrar um jogo ou fase em particular, ou veja abaixo o último post.

Siga @PerusingPixels no Twitter e/ou curta a página do Facebook para atualizações do blog original e outras coisas relacionadas a Tomb Raider.

Wednesday, March 28, 2012

Temple of Xian

Fossos-de-espinhos. Deslizamentos. Aranhas (Gigantes). Tudo isso e, em seguida, mais outras centenas de milhares de baldes cheios disso podem ser encontrados em Temple of Xian, uma fase envolvendo a exploração do templo do título e seus arredores. A fase continua onde a sua predecessora em questão locacional, The Great Wall, parou, aleatoriamente jogando Lara no meio de longas séries de paredes-de-espinhos, espinhos rolantes, sacos de espinhos oscilantes e qualquer outra coisa que possa ter um espinho grudado nela.

Qualquer momento raro em que Lara não esteja sendo empalada em algum instrumento mortal macabro pode ser passado admirando-se os arredores, que são, em sua grande maioria, totalmente deslumbrantes; cachoeiras enormes, murais intricados, e luminárias com temática de dragão são apenas algumas das muitas coisas encantadoras que você pode deslumbrar ao correr (ou deslizar), gritando, e fugindo de uma aranha gigante, incrustada com espinhos, que provavelmente também atiraria espinhos em você, se pudesse chegar perto o suficiente.

Lara finalmente abriu a entrada para o Templo de Xian, dentro do qual repousa a cobiçada Adaga de Xian.



Não contente com a velha história de “começar na frente de um corredor escuro”, Temple of Xian faz melhor, e simplesmente te joga direto no meio do corredor escuro. Que está em frente a um corredor iluminado. Estamos realmente indo de encontro ao paradigma aqui.



Esta é a última porta vislumbrada em The Great Wall. Sim, levou treze fases para nós conseguirmos atravessá-la.



Esta sala é totalmente o oposto daquela sala sem textura de Temple of The Cat. Evidentemente, eles substituíram aquele artista por um entusiasta “velocista de mouse”.



Aí está ela, finalmente! A Adaga de Xian! E pensar que, no começo da primeira fase, nós estávamos há menos de 1,0 km dela e agora, finalmente, ela está a nosso alcance...



É claro, nada é tão fácil assim, e os antigos donos do artefato o protegeram bem contra qualquer um tonto o suficiente para pensar que ele pode simplesmente chegar e pegá-lo. O piso ao redor da adaga cede e Lara se vê deslizando uma cachoeira abaixo (provavelmente sendo perseguida por um rochedo, eu não me lembro). Para compensar, o jogo me deu a oportunidade de executar um daqueles mergulhos com um ângulo de câmera incrível, então isto não foi de todo mal.



Após um breve período nadando, Lara se depara com o Templo de Xian.



Farta de paredes e blocos, Lara encontrou um tigre (que possui a habilidade de aparatar) para abraçar, mas o tigre não parece muito entusiasmado com a ideia. Isto vai te servir de lição por ter fugido daqueles bonecos de neve fofos, Lara.



Esta imagem evita qualquer apelo erótico e evoca diretamente o aspecto amedrontador da coisa.

Legenda alternativa: Hahaha, PEITOS.



Eu espero que você consiga ver com clareza o que está acontecendo aqui. Basicamente, Lara está chutando uma águia na cara.



Ainda confiante com a incrível façanha da foto acima, Lara pausa para dar um mergulho em uma coisa vermelha altamente corrosiva e inflamável, e, de alguma forma, sai ilesa.



Então ela simplesmente salta casualmente em um fosso de espinhos sem sofrer o mínimo arranhão. Eu acho que esta habilidade recém-adquirida de trapacear as leis da física compensa o fato de que 90% desta fase é afiada e pontuda.



O interior do templo abriga uma coleção de estátuas em tamanho natural de guerreiros (que poderiam ser um Exército de Terracota, sobre o qual eu acabei de aprender neste minuto (TR continua a ensinar!)), alguns dos quais possuem uma semelhança incrível com Sir Ian McKellen.



Okay, talvez o filho meio-chinês/meio-inglês de Ian McKellen.



Eu não estava exagerando sobre a quantidade de armadilhas com espinhos nessa fase. Até mesmo a prosaica “morte por paredes que se fecham” teve que ser aprimorada com alguns deles.



Eu nunca mais quis descer em um fosso escuro (bem, desde a última fase).



“Claro, ela provavelmente morrerá devido a uma contusão, ou se afogará em um ácido altamente tóxico, mas nenhuma destas mortes possui a habilidade de perfurar o corpo, como nós, os projetistas do templo, aparentemente desejamos.”



Os arredores de Lara a inspiram a começar a cantar. “As tumbas estão vivas… com o som de múltiplas oportunidades para uma morte lenta e dolorosa…”

Não seria incrível se houvesse um musical de Tomb Raider? Eu voluntariaria alegremente os meus serviços como letrista.



Esta também foi por pouco. Na verdade, não foi tão por pouco, ela morreu.



Esta é a parte da fase que eu temia; a entrada da infame “caverna das aranhas”. A última vez que eu joguei esta fase (com 15 anos), eu tive que ter minha mãe sentada próxima a mim enquanto eu passava por esta caverna, então, desta vez, eu esperei o meu marido chegar em casa antes de me aventurar dentro dela. Eu o chamei na sala para ficar de guarda enquanto dei meus primeiros passos experimentais dentro do buraco escuro, apenas para dispensá-lo 30 segundos depois, quando percebi que não estava exatamente tremendo de medo. Aparentemente, eu era um pouco banana quando tinha 15 anos.



Pra ser justa, aranhas gigantes são bastante assustadoras, se você não está esperando elas pularem do nada em cima de você.



*Arrepios* Porque elas não simplesmente explodem, como as pequenas?



Este cérebro gigante e brilhante, suspenso no meio no meio da sala, era na verdade o ninho do qual todas essas aranhas estavam saindo. Desta vez que eu joguei, eu acho que isso me assustou mais que as aranhas.



Esta pose está menos para ioga extremo e mais para breakdance suicida.


Finalmente, Lara consegue subir de volta aonde ela começou a fase, apenas para descobrir que Marco pegou a adaga para si mesmo, e agora, está aparentemente organizando sua própria performance musical.


“Eu acredito em uma coisa chamada amor… [alguma coisa em uma voz muito alta e ininteligível]...”



Isto faz Ozzy Osbourne arrancando a cabeça daquele morcego com uma mordida parecer algo bastante tonto, hein?



Nenhuma performance está completa sem um pouco de crowd-surfing.

Marco Bartoli crava a Adaga de Xian em seu próprio peito, aparentemente se matando. O seu corpo cai para trás, nos braços expectantes de seus capangas, que o carregam ao longo de (mais) um corredor escuro.



Todas as coisas pertubadoras que Lara experenciou, e isto ela acha chocante?



Obviamente, Lara não consegue ver outras pessoas indo pra cá e pra lá em corredores escuros, sem querer ter um pouco deste tipo de ação para si mesma.



Humpf.

1 comment:

  1. Show cara e aquela do breakdance suicida foi demais xD

    ReplyDelete