Sobre o Blog

Examinando Pixels é a versão em português do blog Perusing Pixels, um diário fotográfico da jornada da jogadora Twin Pistols através da série de jogos Tomb Raider. Use os links à direita para encontrar um jogo ou fase em particular, ou veja abaixo o último post.

Siga @PerusingPixels no Twitter e/ou curta a página do Facebook para atualizações do blog original e outras coisas relacionadas a Tomb Raider.

Sunday, April 1, 2012

Floating Islands

Meus parabéns a Core Design por não optar por um nome de fase mais excêntrico; Floating Islands (Ilhas Flutuantes) é o nome dela e ilhas flutuantes é o que ela tem. Bem, isto e inimigos flutuantes, templos flutuantes e pedaços aleatórios de jade verde-neon flutuantes – na  verdade, a única coisa que não está agindo como se tivesse sido injetada com gás hélio superforte é a própria Lara.

Marco Bartoli superou Lara na busca pela Adaga de Xian, e tentou utilizar suas habilidades de transformar pessoas em dragões ao cravá-la em seu próprio coração. Ainda recusando-se a desistir, Lara segue o corpo dele, conforme os capangas de Marco o carregam para longe.



Após as emoções da última fase, o começo de Floating Islands parece estranhamente sereno, provavelmente porque esta é a primeira vez em um bom tempo que Lara é capaz de ficar em pé, parada, sem sujeitar-se a ira de vários instrumentos cheios de espinhos.



É claro, toda essa paz e tranquilidade não podem durar por muito tempo. Floating Islands é a fase que introduz os guerreiros voadores, verdadeiros brutamontes que carregam cada um uma espada do tamanho de um pequeno bote. Como se isto não fosse o suficiente, todos eles parecem estar usando algum tipo de calçado movido a foguetes (um artigo chinês bastante antigo, tenho certeza), e podem levantar voo quando bem quiserem. É relativamente fácil matá-los enquanto estão no ar, porque eles se movem bem lentamente, mas umas duas vezes eu não notei eles voando ao meu redor, e tive uma surpresa bastante desagradável quando eles decidiram usar Lara como uma pista de pouso.



Acredite em mim, você não quer um destes bad boys com você no chão. Sério, olha o tamanho desta espada.



Uma vez derrotados, os guerreiros viram estátuas e explodem, o que é uma pena, porque eu não teria achado ruim um par daquelas botas voadoras.



Por outro lado, os guerreiros voadores são iguais a morceguinhos irritantes, comparados ao seu primo mais numeroso, o lanceiro. O que eles não têm em habilidades de voo, eles compensam em quase todos os outros aspectos – e mais alguns. Eles são velozes, rápidos, e possuem uma predileção por empalar Lara em suas lanças, como se ela fosse um marshmallow.



Este é um lugar bem incrível, quando você chega nele; uma pontezinha linda em um cenário pitoresco, que leva a um grande templo que parece estar em chamas.



Ei, vejam, é uma tirolesa! Não vi uma destas por um bom tempo.



Um momento agradável dentro do templo é quando esta cortina se ergue, para revelar três lanceiros. Como se eles fossem um prêmio ou algo do tipo.



Eu amo esta foto. M16 versus Lanças!



Fogo: um material de construção perfeitamente viável.



Eventualmente, esta fase se enche de agir como se houvesse alguma chance dela querer que você escape vivo, e te joga em uma sala lotada até quase estourar com lanceiros e uma nova variedade dos capangas de Bartoli, que consegue atirar cursores facas, com uma precisão mortal.



Isto aconteceu com mais frequência do que eu gostaria de admitir. Repare como o Cara Atirador de Facas parece meio chateado com isso.



Lara faz uma pausa para saudar um dos atiradores de facas, ao explodi-lo em pedacinhos com uma de suas granadas.



Ela cede a outro guarda, em um animado jogo de peek-a-boo, entre os rounds. Pare de se confraternizar com o inimigo, Lara!



Retratado: um exagero.



E este é o fim de Floating Islands. Nós estamos nos aproximando do fim da jornada agora - só mais duas fasezinhas para passar.

1 comment:

  1. Muito booooom. Não vejo a hora de ter os outros artigos logo. Não dá vontade de parar de ler.

    ReplyDelete